Só quero o que for meu: o caco, o nicho,/lá onde fura a noite a estrela-bicho. ("Culpe o vento".)

sábado, 27 de agosto de 2016

CARTA A CARPEAUX NUM BICO DE TUIM

Otto, vai por mim:
pena aqui não paga
se não for de tuim.
Certo é que era o Braga

em Copa, ou na vaga
de Itapemirim...
Pena aqui não paga:
não és benjamim.

Aqui, só a inveja,
só ela é sistemática.
Certo é que era o Braga,
Otto: ai de ti!

Vão de lauda em lauda,
vão tintim por tintim:
a cinza enfim purgada
em pira de pasquim.

Pena aqui não paga:
não és – é Benjamin!
Faz-se um ora-veja:
Otto plagiava!

Plagiava? Sim,
vá lá que seja...
Mas, o que mais peja
é tanto bem-haja.




Nenhum comentário:

Postar um comentário