Só quero o que for meu: o caco, o nicho,/lá onde fura a noite a estrela-bicho. ("Culpe o vento".)

terça-feira, 19 de julho de 2016

ORÁCULO

No sonho teima
se o dia avança:
dizem toleima,
dize esperança.

Por abandono
tal caridade
tomam... – no sonho
teima até tarde!

Manhã de ontem
virá – sê forte:
pois que já é

(mesmo não contem),
dirão – “Foi sorte!” –
mas, não: foi fé.